Festivais Gil Vicente
Festas da Cidade e Gualterianas
Festivais Gil Vicente
Festas da Cidade e Gualterianas
Festivais Gil Vicente
Festas da Cidade e Gualterianas
main logo
menu logo
menu logo
menu logo
menu logo
menu logo
menu logo
Image
Image
Image
Image
Image
Image
Image
Image loja

Voltar

CIAJG

/

Black Box

SÁBADO 10 OUTUBRO, 16H00

Gestos Bravos
Teatro do Bolhão / Joana Providência
Teatro

Maiores de 6

Podemos ler, logo na primeira página d’O Homem que Plantava Árvores, de Jean Giono, que para conhecer uma pessoa excecional é preciso observá-la durante muitos anos.  Se observássemos durante décadas o protagonista da história – e outros plantadores no Brasil, na Índia, etc. – veríamos como, com o passar do tempo lento dos anos, vão deixando atrás dos seus passos florestas construídas bolota a bolota, rebento a rebento. Ao olharmos para a paisagem vemos o seu enorme projeto de vida, construída de pequenos gestos generosos e pacientes, que esperam anos para conhecer o seu maravilhoso resultado.


Ao olhar para o rastro que vamos deixando no nosso dia-a-dia, construído de pequenos gestos displicentes e descuidados, vemos um mar de plástico, de espécies desaparecidas, de desflorestação e de alterações climáticas. Precisamos de olhar com urgência para o impacto das nossas ações não só no hoje, mas no ontem e no amanhã da nossa vida.

Este texto partiu de ideias de: Jean Giono, O Homem que Plantava Árvores; Suzanne Simard, How Plants Talk to Each Other; Stefano Mancuso, The Roots of Plant Intelligence; Peter Tompkins e Christopher Bird, The Secret Life of Plants; David Chatwin, Songlines; Ailton Krenak, Ideias para Adiar o fim do Mundo; Programa da exposição de João Salaviza e Renée Nader Messora no Centro Internacional de Artes José de Guimarães; Cristiana Vieira, Conversas ao Pé da Porta# 3, Teatro da Didascália; Michael Marder, All The World is a Dump e On Vegetable Movement in Politics; Broken, episódio “Deadly Dressers”, Netflix; Daniel Christian Wahl, Culturas Regenerativas e Instituições Regenerativas; visita guiada ao jardim botânico do Porto, por Sara Ramos; Plasticus Maritimus, de Ana Pêgo, Bernardo P. Carvalho e Isabel Minhós Martins. 


Gestos Bravos - Folha de Sala  Download ⤓

Preço
2,00 eur

Comprar

Grupos escolares e Instituições

Preço 2,00 eur


Inscrições por e-mail mediacaocultural@aoficina.pt ou por telefone 253 424 716

Direção Joana Providência

Dramaturgia Raquel S.

Intérpretes cocriadores Bruna Costa, Margarida Gonçalves e Rui Paixão

Música e Desenho de Som Ana Bento e Bruno Pinto

Figurinos Cátia Barros

Cenografia e Adereços Cristóvão Neto

Luz Mário Bessa

Ilustrações Carolina Gaessler

Fotografias de Cena Pedro Figueiredo

Registo Vídeo Evoke Collective

Design Gráfico Nuno Matos

Direção de Produção Glória Cheio

Agradecimentos Engenheiro Carlos Silva

Coprodução Teatro do Bolhão e A Oficina

_

Duração c. 40 min.