Westway LAB
Festivais Gil Vicente
Festas da Cidade e Gualterianas
Westway LAB
Festivais Gil Vicente
Festas da Cidade e Gualterianas
Westway LAB
Festivais Gil Vicente
Festas da Cidade e Gualterianas
main logo
menu logo
menu logo
menu logo
menu logo
menu logo
menu logo
Image
Image
Image
Image
Image
Image
Image
Image
Image
Image
Image
Image

Depois de dois anos de uma nova MAT - Mostra de Amadores de Teatro mais inclusiva, o Teatro Oficina apostou em torná-la um programa de acompanhamento formativo aos encenadores e criativos dos grupos de amadores. A estreia dos espetáculos finais ocorreu no final de maio de 2019, regressando a Mostra aos Festivais Gil Vicente.

Grupos escolhidos em 2009
Osmusiké
ATRAMA
GT Citânia - Briteiros
GT Campelos
CETE - Convívio e Teatro Experimental
ARCAP - Ponte

PACT com os Grupos de Amadores de Teatro [Plano de Apoio à Criação Territorial]

mar > jun espaços de ensaio dos grupos

Mostra de Amadores de Teatro MAT’20

03 > 13 jun CCVF e CIAJG

Chegados a 2020, vimos renovar o convite à apresentação de propostas para a mostra de amadores de teatro mantendo a relação com os amadores de teatro, a formação, acompanhamento e reflexão, durante os trabalhos.

À semelhança do ano passado, iremos acompanhar 6 grupos, por isso continuam a ter de enviar o projeto com os requisitos identificados, em baixo.

A escolha desses projetos a acompanhar será feita por João Pedro Vaz (T. Oficina) e pelo formador associado Gonçalo Fonseca.

Depois de recebidos e analisados os projetos, os grupos fazem uma entrevista com o júri de até 30 min. cada, para esclarecimento presencial de dúvidas.

Desse processo são escolhidos 6 projetos aos quais é atribuído um apoio de 1100€, igual para todos.

A partir dessa escolha haverá um programa experimental de formação e acompanhamento orientado por Gonçalo Fonseca:

➞ Formação inicial aos atores do grupo

➞ Aconselhamento permanente de encenação

➞ Acompanhamento artístico dos trabalhos

➞ Uma sessão de acompanhamento técnico (luz e som) com equipa técnica d’A Oficina

O grupo não será dirigido pelo nosso formador, ele serve como consultor artístico permanente e pode ajudar a encontrar soluções, mas sem perturbar a dinâmica do grupo.

CALENDÁRIO 2020

Abertura da convocatória – 07 fev

Apresentação de projetos – 21 fev

Entrevistas com o júri – data a definir entre 26 e 29 de fev [escolha dos 6 projetos]

Acompanhamento do trabalho mar > jun

MAT’20 - 03 > 13 jun CCVF e CIAJG

Podem responder a esta convocatória os grupos de teatro de amadores ou entidades a que estão associados, desde que legalmente constituídos e sedeados no concelho de Guimarães.

PROJETOS

ENVIO DE PROJETOS EM PDF ATÉ 21 FEV 2020 - para: mat@aoficina.pt com o assunto ‘MAT-2020’

NÃO HÁ FORMULÁRIO, MAS PEDE-SE QUE RESPEITEM A PAGINAÇÃO ABAIXO

NÃO SERÃO ACEITES PROJETOS ESCRITOS À MÃO

O Projeto apresentado deve conter:

a) o nome do candidato e respetiva natureza jurídica e nome do projeto - até 1 pág. A4

b) historial muito resumido do grupo SE FOR A PRIMEIRA VEZ QUE SE CANDIDATAM - até 1 pág. A4

c) sinopse, ficha artística e técnica do espetáculo - até 1 pág. A4

d) identificação e curricula dos responsáveis da área artística - até 2 págs. A4

e) exposição do espetáculo a desenvolver - com indicação de texto e/ou pontos de partida ou inspiração, universos artísticos ou referências para o trabalho - até 3 págs. A4

f) razões pelas quais o grupo precisa deste programa formativo e como o irá aproveitar para a sua dinâmica - 1 pág. A4

g) lista com a composição integral do grupo (nome, idade, profissão, residência) - 1 pág. A4

h) plano de trabalho - 1 pág. A4

PROJETO FINAL ATÉ 10 PÁGS. A4 - UM ÚNICO DOCUMENTO, ANEXOS NÃO SERÃO ANALISADOS

AVALIAÇÃO

Critérios de avaliação qualitativa – após análise do projeto e entrevista presencial até 30 min.

1) Qualidade do projeto e da equipa apresentada

2) Razoabilidade do projeto e capacidade de organização e realização do grupo

3) Necessidade do projeto formativo (serão valorizados grupos com necessidades formativas)

4) Composição do grupo (serão valorizados grupos cujo elenco seja esmagadoramente não-profissional e que não têm dinâmica artística profissional e/ou semi-profissional; os que têm podem apresentar projetos à programação regular d’A Oficina ou do Teatro Oficina)

Programação